Em quem VOCÊ votará em 2 de outubro?

Últimas Noticias
recent

São João Paulo II, curtido pela limitação... (Marta V. Almeida)

A imagem profética de João Paulo II que quero guardar nos olhos, a que quero ter no coração quando a Igreja o chamar de "santo", no domingo, é, talvez, a mais paradoxal: a do tempo de sua agonia, literalmente, em praça pública.

Aquele homem alquebrado, exausto, por vezes incapaz até de manter os olhos abertos, carregado daqui para lá sobre rodinhas, de fala incompreensível, era uma imagem que assustava o mundo. A voz da nossa angústia não cessava de gritar: "Porque esse homem não renuncia? Porque não deixa o papado? Porque esse Papa persiste?"

Para muito além da compaixão, do nosso amor ou preocupação com ele e com a Igreja - que existiam, obviamente - havia também o terror atávico do ser humano diante da invalidez, da impotência, da debilidade, da feiúra, da decadência, da decrepitude, da morte…

O horror dos últimos dias de João Paulo II transformava-se, para mim, a cada dia, num testemunho eloquente de que "a sabedoria aos olhos do mundo é loucura aos olhos de Deus"… Eu, na corrente contrária, torcia para que ele aguentasse, confesso. Dizia a ele, silenciosamente: "Fica! Resiste até o fim…"

Porque, da imagem daquele homem nos últimos dias de vida, vinha a mensagem de que algo tem que ser revisto numa cultura que deposita todos os seus valores no poder, na força, na beleza, no desempenho, na capacidade.

Da agonia de João Paulo II emanava a visão de que a vida humana tem, em si, algo que transcende tudo isso. Seu real valor não se restringe à utilidade, produtividade, ou poder, mas alcança o ápice ao tocar o mistério de seu significado.

Muitos daqueles a quem João Paulo II comoveu não sabem da vida dele mais do que seu martírio… Eram, em grande parte, mártires anônimos do quotidiano, da pobreza, do preconceito, da doença, da decrepitude, que se comoviam ao ver-se "representados" por esse homem que gritava o SIGNIFICADO da vida!

E quem poderia definir, esgotar e circunscrever esse valor, esse significado? 

Quando domingo chegar, João Paulo II será, para mim, o santo que testemunhou o valor das coisas absurdas, o significado inesgotável da vida humana, o sentido que há em tudo aquilo que tememos, que evitamos, que nos dá, às vezes, asco de olhar. Bastará, para mim, que ele seja ESSE santo...

Voltarei à Vila do Pequenino Jesus, aos meus pequeninos, com alegria redobrada! Abraçarei meus meninos com uma emoção renovada, e sei que sentirei, no fundo de minha alma, que nossos trabalhos, mais do que nunca, são testemunho do Mistério Vivo.

Que todos os santos de todos os absurdos intercedam por todos nós - O amor é louco… - diante do trono da Luz.

Amém
Postado por Pe. J. Ramón F. de la Cigoña sj
http://padreramonsj.blogspot.com.br/


lagoarealnews

lagoarealnews

Um comentário:

Unknown disse...

O Homem que uniu o mundo religioso!

Lagoa Real News. Tecnologia do Blogger.