Em quem VOCÊ votará em 2 de outubro?

Últimas Noticias
recent

Cristãos protegem palestinos dentro de igreja na Faixa de Gaza

Nas últimas semanas o conflito entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza ganhou grande destaque na imprensa em todo o mundo, devido aos constantes bombardeios que tem ceifado centenas de vidas diariamente. Diante do extensivo ataque nas Forças Armadas israelenses na Faixa de Gaza, cristão tem utilizado uma igreja para abrigar os palestinos. 
A região possui uma única Igreja Ortodoxa, a Igreja de São Porfírio, que nos últimos dias tem sido usada como abrigo para os palestinos que tiveram que deixar suas casas devido ao bombardeio israelense. Segundo o Globo, o lugar mais comum para esses abrigos são as 69 escolas da ONU na região, mas elas já abrigam, em média, 17 mil pessoas cada uma.
- Quando escapávamos dos bombardeios, encontramos gente da Igreja Ortodoxa e eles disseram que nos refugiássemos no templo – relatou o palestino Hiyazi ao jornal espanhol “El Mundo”.
O palestino afirma que ele e muitos de seus vizinhos receberam alertas do Exército israelense avisando que suas casas seriam bombardeadas, devido à suspeita de que estariam abrigando integrantes da resistência.
- Nos telefonaram e disseram: vocês escondem gente da resistência palestina, têm cinco minutos para sair de casa – disse Hiyazi, que nega a suposta acusação, sem direito de defesa, feita por Israel.
O arcebispo Alexios, líder da igreja que está abrigando os palestinos, explicou sua atitude ao “El Mundo” afirmando que deve oferecer o amor ao próximo.
- Necessitavam de ajuda e nós dissemos que daríamos porque, se ofereces amor, vencerás. Damos o mínimo, amor, água, comida, medicamentos – explicou.
Hiyazi destacou a importância da ajuda oferecida pelos cristãos, e ressaltou a importância de as diferenças religiosas não se colocarem entre muçulmanos e cristãos nesse momento.

- Muçulmanos ou cristãos, somos um mesmo povo. Todos sob as bombas. Todos somos um – diz Hiyazi.
Fonte: http://noticias.gospelmais.com.br/
lagoarealnews

lagoarealnews

Nenhum comentário:

Lagoa Real News. Tecnologia do Blogger.