Em quem VOCÊ votará em 2 de outubro?

Últimas Noticias
recent

Ortodoxos e católicos unidos pelo martírio

A Comissão Mista Internacional para o diálogo teológico entre as Igrejas Católica e Ortodoxa conclui a sua sessão plenária e pede proteção para os perseguidos no Oriente Médio
ROMA, 24 de Setembro de 2014 (Zenit.org) - A Comissão Mista Internacional para o Diálogo Teológico entre a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa completou a sua décima terceira sessão plenária, em Amã, na Jordânia. A reunião aconteceu do 15 ao 23 de setembro, por convite do Patriarca greco-ortodoxo de Jerusalém, Sua Beatitude Teófilo III e foi dedicada aos cristãos perseguidos no Oriente Médio e ao rascunho do documento intitulado "Sinodalidade e Primado".
No sábado, 20 de setembro, os membros católicos celebraram a Eucaristia na paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, presidida pelo Cardeal Kurt Koch, presidente do Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos. Durante a homilia --se indica em uma nota da Rádio Vaticano-- o cardeal disse que "os cristãos já estão unidos em muitos aspectos e, especialmente, no martírio de nossos irmãos e irmãs pertencentes a diversas Igrejas e comunhões eclesiais".
Enquanto isso, o príncipe da Jordânia, Ghazi, levou, na segunda-feira, 22, a sua saudação do Rei Abdullah al-Hussein e expressou seu interesse pessoal pelo progresso do diálogo, salientando que qualquer diálogo espiritual, intelectual ou teológico não pode ser interrompido por uma crise.
O membros da Comissão "levantaram suas vozes para expressar profunda preocupação e solidariedade com os cristãos e membros de outras religiões nesta região são perseguidos, obrigados a fugir e mortos". Também rejeitaram com firmeza absoluta a idéia de que "tais crimes hediondos possam ser justificados em nome de Deus ou da religião". E assim, "oraram com força para que estes irmãos e irmãs, expressando profunda gratidão a todos os comprometidos em ajudar os milhões de refugiados e deslocados".
Da mesma forma, a Comissão implora que a comunidade internacional "adote as medidas mais adequadas para intervir e proteger os que são perseguidos e garantir a presença constante e vital do cristianismo no Oriente Médio". Também aproveitaram a oportunidade para renovar o seu apelo à libertação dos metropolitas de Aleppo, Mar Gregorios Yohanna Ibrahim e Boulos Yazigi, os sacerdotes, religiosos e todos aqueles que foram seqüestrados.
Para sublinhar o sentido de solidariedade para com as pessoas que sofrem nesta região, os dois co-presidentes da Comissão, o cardeal Kurt Koch e o metropolita João de Pergamon, visitaram um centro para refugiados em Amã, onde puderam experimentar em primeira mão as necessidades urgentes dos refugiados.
lagoarealnews

lagoarealnews

Nenhum comentário:

Lagoa Real News. Tecnologia do Blogger.